CARACTERÍSTICAS SOCIOEDUCATIVAS DA BACIA LEITEIRA DE WESTFALIA-RS E SUA RELAÇÃO AO BEM-ESTAR ANIMAL

Aline Taís Wiebusch, Ana Carolina Fluck, Sheilla Madruga Moreira, Olmar Antônio DenardinCosta, Isabella Dias Barbosa Silveira

Resumo


Grande parte da produção de leite no país é proveniente de pequenos produtores, que vivem
da renda gerada na atividade leiteira, denominada de agricultura familiar. O conhecimento do
comportamento animal e o uso de estratégias de manejo racional podem assegurar o bem-estar animal e gerar ganhos diretos e indiretos na produtividade e na qualidade do produto final. Diante disso, o objetivo desse trabalho foi caracterizar os produtores da região e a importância dada ao bem-estar animal na região
de Westfália (RS). Foram realizadas entrevistas com 100 produtores rurais, pequenos, médios e grandes
produtores de leite, sendo 25 produtores de cada localidade da cidade. No questionário, referente às
informações pessoais, foram feitas perguntas sobre o grau de escolaridade, idade, estado civil, e
caracterização familiar. Em relação à propriedade foram realizadas perguntas sobre o tamanho, número de animais, raça e produção de leite. Já na terceira parte do questionário, foram feitas perguntas sobre o bem- estar animal, a importância dada pelo produtor ao bem-estar animal, influência do bem-estar na produção de leite, instalações, momento da ordenha. O bem-estar animal correlaciona-se positivamente com o tamanho da propriedade e com maiores produções de leite. Conclui-se que a maioria dos produtores de
leite da região de Westfália (RS) dá importância ao bem-estar animal e que, maior é essa importância em relação ao bem-estar animal, quanto maior for a produção de leite e o tamanho da propriedade.
Palavras-chave: bovinocultura de leite, comportamento animal, produção leiteira.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.